Shampoos Sólidos Sabonete Natural Fefa Pimenta

Uma barrinha nas mãos para lavar os cabelos. Esse é o shampoo sólido.

Parece uma inovação, mas na realidade essa ideia resgata a antiguidade…

Parece uma inovação, mas na realidade essa ideia resgata a antiguidade, quando os povos africanos, gregos e romanos já faziam suas composições aromáticas para o banho, que incluía corpo e cabelos com uma singela barra saponificada. Ervas, flores, oliva, frutas e outros ingredientes eram reunidos para inúmeras finalidades. Desde sempre, o ser humano se preocupa com as sujidades e os odores de seu corpo, mas naquela época também fazia parte desse ritual o contato com cada propriedade desses ativos, através de seus aromas e toques na pele, ou seja, uma verdadeira reunião de sensações.

A denominação “shampoo sólido” é mais recente. As pesquisas indicam que esse nome surgiu ao público pela primeira vez em 1978, após o lançamento de um produto pela marca Lush.

O fato é que muitos de nossos ancestrais já usavam sabonetes nos cabelos. Com o tempo, esses sabonetes foram perdendo de sua formulação a concentração de ativos naturais e ficando cada vez mais agressivos para a pele e cabelos e por causa disso, deixaram de ser uma opção para o uso nos fios capilares. Sim, um sabonete comum (que chamamos de industrializado ou de “convencional”), aqueles que encontramos em gôndolas de supermercado e em farmácias não são indicados para uso nos cabelos, já que sua limpeza é agressiva e pode causar ressecamento dos fios ou um desequilíbrio no couro cabeludo com o uso a longo prazo.

Pois bem, é nesse momento que os shampoos sólidos naturais e suas composições ricas em extratos vegetais, óleos e manteigas vegetais, óleos essenciais e inúmeros ativos naturais entram em cena.

O que é o shampoo sólido?

Em termos técnicos, um shampoo sólido natural é um sabonete natural. E por isso, você pode usar um shampoo sólido natural no corpo e pode, usar um sabonete natural nos cabelos, é somente necessário que a formulação seja indicada ao seu tipo ou fase capilar.

…você pode usar um shampoo sólido natural no corpo e pode, usar um sabonete natural nos cabelos, é somente necessário que a formulação seja indicada ao seu tipo ou fase capilar.

Espera um pouco, esse sabonete natural eu posso usar nos cabelos? Pode sim. Os sabonetes naturais possuem uma formulação equilibrada que vai proporcionar uma limpeza suave e um tratamento terapêutico sem agredir o seu couro cabeludo, mantendo o sebo natural da região. Além disso, os sabonetes naturais são ricos em glicerina, sim, a glicerina natural do processo de saponificação que não é retirada e mantém o toque delicioso que somente um sabonete natural pode proporcionar e quem já usou sabe disso. Vale lembrar que um sabonete com ingredientes de origem vegetal produz apenas glicerina vegetal como resultado do processo de saponificação.

Então, por que essa denominação diferente?

A diferença de nomenclatura é apenas para facilitar a sua escolha: os shampoos sólidos naturais já são formulados com o foco nos cabelos e vão reunir ingredientes para potencializar resultados como tratamento para caspa, seborreia, oleosidade, dentre outros.

Por que usar um shampoo sólido?

1. É simples e saudável:

Os shampoos sólidos naturais não possuem ingredientes sintéticos, são formulações com ativos naturais (ervas, argilas, especiarias, óleos e manteigas vegetais, óleos essenciais, extratos de plantas) que você pode identificar pelo nome. É uma forma de buscar uma alternativa singela, mas que contribui significativamente para sua saúde: cada sinergia de ingrediente possui uma finalidade terapêutica.

E além disso, os óleos essenciais são capazes de estimular uma experiência sensorial no banho, ou seja, uma leve aromaterapia durante esse momento, que pode ser aquela pausa na sua rotina diária.

2. Consumo Consciente e Empoderador:

Conhecer cada ingrediente do rótulo do produto que você leva pra casa é ser atuante nas suas escolhas. E com essa informação clara você tem o poder de optar e decidir o produto que deseja usar, isso é consumo consciente. E esse consumo consciente está em afinidade com o conceito slow beauty (para quem prefere: a beleza natural ou beleza verde).

Em outras palavras: é o seu conhecimento a partir de um rótulo que possui clareza nas informações que define a sua escolha. Podemos constatar que é completamente diferente do modelo engessado que tínhamos até hoje na indústria cosmética: aquele que pretendia criar padrões e estimular o consumo, não a partir do conhecimento, mas da criação de uma falsa necessidade, muitas vezes inexistente na vida real.

O empoderamento está ligado não só ao protagonismo quanto à escolha do shampoo que você vai usar, mas também a quebra de padrões impostos pela indústria da beleza – a possibilidade de tratar seus fios e ressaltar a beleza individual, porque por trás de cabelos, existem pessoas.

3. Menos Impacto Ambiental e Minimalismo

Um aspecto muito interessante do shampoo sólido é quanto as embalagens. É bem mais fácil e comum encontrar as embalagens feitas com materiais recicláveis e isso contribui para a redução de resíduos do seu lixo diário. Sim, a gente pode simplificar escolhendo uma embalagem menos complexa para o descarte. E isso, além de estar em afinidade com o consumo consciente, está em consonância com o que entendemos como minimalismo.

O minimalismo é o princípio que prega reduzir ao mínimo possível o emprego de elementos ou recursos. E na medida que você reduz o número de embalagens que usa para sua higiene pessoal, você economiza recursos, gera menos resíduos e o planeta agradece.

Ademais, se pensarmos que um shampoo sólido pode também ser usado no corpo (e um sabonete natural nos cabelos), estamos falando de menos um produto na sua lista de compras e, consequentemente, menos elementos que temos na sua rotina diária.

E se não fosse suficiente tudo isso, a linha de produção de um shampoo sólido envolve muito menos o gasto de água como recurso.

É ou não é uma corrente minimalista super do bem?

4. É Prático e Econômico:

É muito mais fácil transportar uma barrinha em malas de viagens e bolsas de academia. Na prateleira do seu banheiro ele fica compacto, minimizando a necessidade de espaço específico para guardar. Você pode, ainda dividir e usar uma metade por vez, isso aumenta a durabilidade. É importante guardar seu shampoo sólido em um local seco ou em uma saboneteira que drene a água, para que ele não amoleça.

O formato do shampoo sólido evita o que acontece inúmeras vezes quando usamos um shampoo líquido: sempre colocamos uma quantidade maior que a necessária nas mãos para o uso nos fios (quem nunca constatou que transbordava shampoo líquido entre os dedos das mãos em formato de concha?). Não tem mais desperdício!

5. Você pode apoiar pequenos produtores locais e o empreendedorismo genuinamente humano:

Existem diversas marcas locais e de iniciativa de pequenas (os) empreendedoras (es) que desenvolvem shampoos sólidos naturais com carinho, estudo e de forma humanizada. Você pode adquirir um produto que não tem crueldade quanto à exploração do trabalho, que esteja em consonância com suas filosofias pessoais (muitos são veganos, por exemplo) e o melhor: diretamente de uma artesã (ou artesão) de cosméticos naturais, ou seja, de alguém que possui conhecimento e envolvimento em todas as etapas de elaboração do produto que você pretende usar. A grande maioria das marcas são artesanais e os shampoos sólidos são embalados à mão, um a um. E são praticamente lotes únicos.

Outras questões importantes:

Como vou escolher o Shampoo Sólido para o meu cabelo?

A escolha de um shampoo sólido não difere de um shampoo líquido, que estamos mais habituados a usar. Existem inúmeras formulações com óleos e manteigas vegetais, óleos essenciais, especiarias, argilas, extratos de plantas, especiarias, polpa de frutas, leites vegetais, mel, melado de cana e uma infinidade de outros ativos naturais. E cada combinação de ingredientes precisa estar em harmonia com a necessidade particular dos seus cabelos.

Cada combinação de ingredientes precisa estar em harmonia com a necessidade particular dos seus cabelos.

Isso depende de uma série de fatores, como por exemplo, fios danificados, ressecados, cabelos opacos, raízes oleosas, vai depender de determinada fase, se está danificado, ressecado, por exemplo e isso é muito relevante para a resposta ao uso determinada formulação. Pesquise, pergunte e principalmente é na prática que você começará a entender o que precisa.

Como usar o Shampoo Sólido?

1) Enxágue os cabelos abundantemente.

2) Molhe o seu shampoo sólido e com a ajuda das mãos faça espuma.

3) Aplique diretamente em cada parte do couro cabeludo. Procure movimentar o shampoo sólido de maneira com que faça uma leve espuma.

4) Com a ajuda das pontas dos dedos, massageie o couro cabeludo (não use as unhas). Aproveite e espalhe a espuma pelos fios, delicadamente. Deixe agindo por alguns segundos.

5) Enxágue com delicadeza o cabelo e certifique-se da retirada de todo produto.

6) Para potencializar o tratamento, recomendamos um condicionador com formulações mais leves (isentos de silicones e derivados do petróleo) e/ou naturais. Aplique uma pequena quantidade: é suficiente para notar os resultados.

Mostramos uma outra maneira de usar o shampoo sólido aqui e sempre há a possibilidade de você usar o seu jeitinho, afinal um dos maiores encantamentos dos cosméticos naturais é a versatilidade.

Precisa usar condicionador?

Depende. Em alguns cabelos o condicionador gradativamente é dispensável. Em outras situações, apenas o uso de um leave-in é suficiente para modelar os fios. Mas ainda que seja mantido o uso do condicionador na rotina diária, o fato é que a quantidade aplicada é consideravelmente menor.

Pode ser usado para Low Poo?

Os shampoos sólidos naturais podem ser usados na rotina low poo, porque não contém sulfatos, parabenos, corantes, pigmentos artificiais, liberadores de formol, fragrâncias artificiais e derivados de petróleo. É mais uma opção para quem deseja uma limpeza equilibrada, delicada, com hidratação, muitos óleos e manteigas vegetais e propriedades terapêuticas e sensoriais e pode, em alguns casos, substituir o uso do condicionador (co-wash).

E quanto ao PH dos Shampoos Sólidos?

Os shampoos sólidos possuem o PH levemente alcalino, no entanto a fórmula é equilibrada com óleos e manteigas vegetais, óleos essenciais e diversos ativos naturais e isso proporciona um tratamento que não vai causar danos aos fios.

No entanto, há quem ainda prefira usar o vinagre para um equilíbrio desse PH e é uma alternativa complementar interessante para manter os fios saudáveis.

E como usar o vinagre para tratar os fios? Posso misturar em casa e usar como condicionador natureba? Quer saber mais sobre a questão do PH? E sobre a transição para shampoos sólidos? É um assunto que não se encerra aqui. E apesar dessa introdução ter sido longa, ainda temos muitas  informações e no decorrer da nossa coluna semanal sobre produtos naturais vamos dar sequência aos os capítulos desse tema (semana que vem tem mais!).  Você tem dúvidas? Escreve e pergunta pra gente! Já experimentou um shampoo sólido?

Indicações de leitura

No site Fefa Pimenta Natural:

O Shampoo Sólido Natural – aqui

Por que usar Sabonetes Naturais – aqui.

Sabonetes Naturais no corpo inteiro? E sabonete íntimo, precisa? aqui.

Indicações de Leitura em outros sites/blogs:

Tudo sobre Shampoo Sólido – Beleza Veggie

Como usar Shampoo Sólido – Lookaholic

Shampoo em Barra Natural – prático – Clube do Cabelo e Cia

Esse tal Xampu Sólido – Herbalismo e Alquimias

Slow Beauty – A Arte de menos é mais -do seu prato a sua necessaire – Acorda Bonita

A Transição dos Cosméticos Capilares Orgânicos – Projeto Beleza Saudável

32 thoughts on “Shampoos Sólidos: Por que e como usar?

  1. Olá!
    Gostaria de saber qual shampoo sólido é mais indicado para meu cabelo: raiz oleosa, pontas muito secas e com luzes (mechas descoloridas)??
    muito Obrigada!!!

    • Joice, você pode experimentar: shampoo pracaxi herbal, o shampoo alecrim e tea tree ou o shampoo eucalipto e tea tree. Os dois primeiros estão esgotados na nossa loja, eles retornam em setembro. O eucalipto e tea tree estará disponível a partir de 3a feira (23/08). Bjos

  2. Olá, gostaria de saber com o melhor shampoo sólido para o meu cabelo. Um pouco oleoso na raiz, quase nada, bastante ressecado no comprimento, sem química. Beijos!!!

    • Olá Laryssa, o shampoo pracaxi hebal é uma ótima opção. Mas como você vai iniciar uma transição para os shampoos sólidos, o shampoo copaíba e ucuuba pode ser interessante também, viu? Beijos

  3. Interessante também é que é sustentável, não há embalagens e frascos que possam ser descartados com tanta facilidade, como os shampoos que encontramos hoje em dia. Isso é incrível e ajuda muito o meio ambiente! <3

    • Ah sim, Lucas, os shampoos sólidos tem essa vertente que consideramos tão maravilhosa! Além de práticos, eles proporcionam embalagens que são mais degradáveis e isso integra o que a gente mais acredita: natureza na rotina, com o menor impacto ambiental possível. Um beijo enorme.

  4. Gostei, e no FAQ diz sobre o PH desses sabonetes sólidos sobre os cabelos. Era uma dúvida que eu tenho. Tenho química no cabelo (selagem), mas não queria que nenhum produto eliminasse com grande facilidade esse tratamento dos meus fios. Esse sabonete ajuda a manter, mesmo sendo natural?

    • Lucas, na verdade o shampoo/sabonete natural por conta de sua formulação com limpeza mais suave, não vai interagir com a sua selagem, nesse caso nem para retirar mais rápido, tampouco para manutenção da mesma.

  5. Bom dai!
    Meu cabelo é descolorido e muito ressecado. Existe uma forma de fazer a transição para passar a usar sabonete sólido? O que devo usar a mais para complementar a hidratação e finalização? Ainda pretendo continuar fazendo as mechas, preciso, pois tenho muitos brancos 🙁 Meu cabelo é muito fino e extremamente ressecado, além de conter muito frizz. Qual seria o shampoo mais indicado?

    • Olá Maria da Conceição, tudo bem?
      Sim, é possível, mas você deve dar uma atenção maior, inclusive na hidratação dos fios. Você pode aliar com um condicionador que permita isso, o ideal é que seja um condicionador livre de petrolatos e silicones. A finalização pode ser com óleos capilares (principalmente os ricos em óleos vegetais, na nossa linha temos a opção do óleo capilar pracaxi e alecrim, mas existem inúmeras variedades) – inclusive uma dica é aplicar esse óleo nos fios (sem exageros) antes de dormir – se der, fazer um coque frouxo. E proceder com a lavagem no dia seguinte. Isso ajudará a proteger e alinhar os fios. Uma sugestão de shampoo seria o shampoo sólido henna (não libera pigmento, é apenas para usufruirmos dos benefícios da erva) ou o shampoo sólido bacuri, anis e gergelim. Qualquer dúvida, escreva sempre!

  6. Olá, também estou na dúvida qt ao mais indicado para meu cabelo tenho os fios muito finos, mas não necessariamente oleosos… diria que são normais. Experimentei um de pitanga de outra marca, e achei que ressecou um pouco, deixando o cabelo espigado :/ mas fiquei na dúvida sobre se não seria o efeito da transição pois foi o primeiro sólido que usei ).

    Enfim, pode me ajudar ? 🙂

    • Carol, pode ser sim! Na verdade durante a adaptação podemos ter diferentes comportamentos dos fios dos cabelos. Então em decorrência dessa limpeza mais suave, porém diferente, os fios podem ter estranhado. E depende muito do condicionador que associamos (pode ser qq um, mas certifique-se que não contém petrolatos e silicones, porque a retirada deles é mais complexa e pode ser que um shampoo natural não consiga suprir).
      Nas nossas linhas, o shampoo alecrim e tea tree parece uma boa opção, assim como o shampoo copaíba e ucuuba. Espero que ajude!
      E estamos aqui para acompanhar sua transição, viu?
      Um beijo enorme.

  7. Faço progressiva, raiz oleosa e comprimento seco. Qual melhor xampu para o meu tipo de cabelo? será que o ph desses xampu solidos é mto alto, gostaria que faço baixo., pq assim conserva o efeito liso da progressiva.

    • Keith, o pH dos shampoos sólidos (como todo shampoo sólido) é alcalino. Uma sugestão seria o shampoo bacuri anis e gergelim, mas quanto a questão de manutenção da escova progressiva eles não possuem esse foco de tratamento. Beijos.

  8. Oii, Florzinha!!!
    Estou em um momento de conhecimento, descobertas e afinidade por esse meio mais natural! Na verdade sempre gostei das coisas mais naturais possíveis e na procura de tratamento natural para rosácea fui entrando em grupos e conhecendo mais do assunto! Não sabia que existia sabonetes feitos dessa forma e a cada descoberta mais encantada fico! Pois bem, irei passar dos shampoos convencionais para o natural sólido e preciso da sua ajuda para escolher um que seja apropriado para meu tipo de cabelo. Ele é oleoso na raiz, um pouquinho seco nas poucas (não sei se é porque está quebradiço), o fio bem fininho e com pouco volume, qual você me indica? E Para ação clareadora, qual o mais indicado? (Ele era bem loirinho natural, mas aos pouquinhos foi perdendo a cor).
    Obrigadaaa!! =)

    • Olá Emanuela, tudo bem? Normalmente o shampoo alecrim e tea tree se adapta muito bem em cabelos como o da sua descrição. O Shampoo henna também é uma opção (ele não libera pigmentos, aproveitamos apenas as aplicabilidades da erva). Para clarear os fios,o melhor seria usar o chá de camomila. Borrife um chá bem forte nos fios e tome um banho de sol! um beijo enorme.

  9. Olá Fefa,
    Tenho duas dúvidas, agradeço se puder ajudar 😉
    1 – usei um shampoo sólido que ressecou bastante meu cabelo. Meu cabelo é misto, fino e cacheado. Qual shampoo sólido hidratante você me indica?
    2 – você diz no texto que alguns shampoos sólidos podem ser utiligados para cowash. Qual a característica que faz o shampoo sólido ser liberado para cowash? Você tem algum desses tipo na loja virtual? Faço low, mas prefiro os shampoos mais hidratantesobre possível, então, penso que talvez eu prefira esses.
    Super obrigada pela atenção.
    Beijo,

    • Olá Marina, tudo bem?
      Esse shampoo que você sentiu ressecar foi das nossas linhas? (essa pergunta é apenas para ter um parâmetro do que seu cabelo precisa na fase atual).
      Todo shampoo sólido tem um período de adaptação, sabe? E essa transição tem um tempo e se comporta de forma individual, depende de cada cabelo e de outros fatores, até mesmo alimentação. Eles podem ser usados como cowash sim. Nessa função, o shampoo bacuri anis e gergelim é indicado, inclusive em cabelos finos. Outros shampoos hidratantes são: abacate e capim limão, abacate e lavanda, abacate e menta e o macadâmia e cupuaçu. O pracaxi herbal costuma ser muito bem aceito em cabelos cacheados. O henna é uma opção em cabelos finos e não se preocupe, não vai liberar pigmentos, apenas aproveitamos o tratamento da erva. Espero ter ajudado. Beijos.

  10. Oi, Fefa! Estou em minha segunda lavagem com o shampoo solido e um pouco desanimada. Meu cabelo ficou duro e muito oleoso. Sera que nao serve para mim ou devo insistir por um tempo?

    • Olá Va, tudo bem?

      Não desanime! O uso dos shampoos sólidos requer mesmo uma fase de transição. E esse período é muito particular em cada cabelo. Alguns se adaptam desde a primeira lavagem, outros demoram mais tempo. É através da resposta do seu cabelo que você vai notar essa evolução nessa adaptação. Como você tem feito a lavagem dos fios? Existem algumas dicas que sempre oriento para ajudar nesse momento, mas antes me conte mais do que tem feito.

      Vou aproveitar e reproduzir aqui o comentário da Alessandra Giacomini, que foi feito espontaneamente na avaliação do shampoo sólido bacuro anis e gergelim, acredito que pode ajudar muito você e outras pessoas que passam por esse momento:

      “Comprei inicialmente o shampoo de copaíba e ucuuba mas meus cabelos ficavam pesados, com aspecto de sujos. Por recomendação da Fefa, comecei a usar o de bacuri anis e gergelim. Já estava desanimando porque não tinha reparado diferença alguma em relação ao outro, até o dia que mudei o modo de lavar. No dia em que esfreguei a barra na cabeça toda, até fazer muita espuma, assim como no comprimento (meus cabelos são finos e bem compridos), enxaguei com abundância e nem acreditei no resultado! Ficaram macios e soltos, totalmente diferentes. Voltei a usar o de copaíba, que estava usando como sabonete, e também adorei! Idem para o de maracujá e cedro. Não uso condicionador, só o óleo de pracaxi umas 3 vezes por semana. Adoro! Super recomendo! Fora a atenção dada pela Fefa, maravilhosa! Obrigada Fefa!” – Alessandra Giacomini – comentário publicado na avaliação do shampoo sólido bacuri anis e gergelim.

  11. Adorei a matéria e até agora era leiga no assunto, nem sabia da existência de shampoo sólido!!!
    Meu cabelo é fino e com a raiz oleosa, tanto que tenho q lavar todo dia, parei de usar progressiva a 9 meses, estou começando a pesquisar sobre Low Poo…qual seria o mais indicado pra mim, para o controle da oleosidade e prolongar o efeito de cabelo limpo e como posso comprar, tem link para compra?!

    • Olá Elaine, então seja bem vinda!
      Pela sua descrição, o ideal seriam shampoos sólidos revitalizantes. Das linhas aqui, o shampoo alecrim e tea tree ou o copaíba e ucuuba são opções. Mas o shampoo bacuri anis e gergelim tem sido muito eficiente nesse período de adaptação, porque vale lembrar: existe um período de adaptação que é bem particular em cada universo capilar, viu? No que precisar, escreva!

  12. Oi Fefa! Quero começar a usar o shampoo sólido, mas não sei qual seria o indicado pro meu cabelo! Estou com o cabelo bem curtinho (lê-se Joãozinho), não é grosso nem mto fino, e meio ralo e fica oleoso com bastante facilidade, vc pode me ajudar? 😊

    • Olá Aline, tudo bem? o seu cabelo está em um corte super fácil para se adaptar ao shampoo sólido. Mas claro, existem outros fatores que influenciam essa adaptação, por isso vou indicar algumas possibilidades pra você: shampoo bacuri anis e gergelim, shampoo alecrim e tea tree ou shampoo copaíba e ucuuba. Beijos e se precisar de ajuda na sua transição, fale com a gente. Se for ficar mais à vontade, mande e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *